sábado, 26 de fevereiro de 2011

Violência contra a mulher

No caleidoscópio do cotidiano, no mundo do crime e da violação de direitos, o poder da força e atitudes de covardia ainda são recursos de representantes de instituições de segurança. Nenhuma forma de violência é justificada. Por delito algum justifica o não respeito aos direitos fundamentais. Essa mulher que cometeu delito, gritou por seus direitos, e a conivência de mais de cinco pessoas, silenciadas pela omissão, prosseguiram na humilhação. A ordem de prisão do delegado, foi a ordem da desordem da falta de referências...
Caleidoscópio de peças que se arranjam e se desarranjam, conduzidas pelo olhar da cultura da violência, impregnada na prática pública de muitos e muitas.
Os gritos dessa mulher, o grito de fuga, o grito incurralado.
O silêncio de R$ 200,00. O silêncio do cinegrafista. A constatação da conquista, o resultado da abordagem. Fracasso humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Integre esse espaço...dê a sua opinião e compartilhe as suas reflexões.