quinta-feira, 11 de março de 2010

Olhar em profundidade


Olhar em profundidade a nossa paisagem cotidiana...
Natureza que observa...e é observada por todas as formas de vida...
No trabalho, observe os objetos diante de você: papéis - árvores; a mesa de madeira - árvores; caneta de plástico - petróleo; borrachas – seringueiras; borrachas - petróleo; a base de ferro de sua cadeira - minério; o copo de vidro - areia...e os equipamentos de informática...?
No momento da refeição observe os alimentos: vegetais, frutas, cereais, grãos...alguém plantou, cultivou. Quem foi? Quantas pessoas trabalharam para você ter esse alimento à sua disposição? Esse alimento permaneceu no campo, exposto ao sol, à luz do luar, às chuvas, ao orvalho...aos pequenos animais, à intervenção humana...
Quando se alimenta, você interage com todas as infinitas causas e condições...
E nas relações humanas? A convivência me forma e informa? Transforma? Acolho? Rejeito? Interajo? Faz-me pensar, falar, sorrir, brigar, chorar; abraçar? Altera-me? Modifica-me? O outro é o espelho de mim mesmo? Com quem me relaciono? Reconheço a originalidade do outro?
Me alimento de idéias...de imagens...de relações...de leituras...de minhas escolhas conscientes...
No dia de hoje observe, olhe em profundidade e reconheça a nossa realidade interdependente com tudo o que existe...e que nos faz cotidianamente...aprendizado da vida...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Integre esse espaço...dê a sua opinião e compartilhe as suas reflexões.